sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Política vs realidade. Sem comentários.

O Governo húngaro declarou hoje, em conferência de imprensa, que «é melhor nem sequer considerar a poluição que chegou ao Danúbio como uma verdadeira poluição, tendo em conta que os níveis de pH estão abaixo dos 9 o que, considerando (o grande) volume de água, vai ainda diluir-se mais depois de alguns quilómetros». O ministro do Interior acrescentou mesmo que o desastre «não terá dimensão para causar danos biológicos ou ambientais.» (!)

Do outro lado dos acontecimentos, a Greenpeace recolheu amostras das lamas, perto do reservatório que rebentou, e enviou-as para dois laboratórios privados para análise.

A organização alertou hoje para os efeitos duradouros deste derrame, que «contém uma mistura altamente tóxica de metais pesados». «Devemos partir do princípio que quatro mil hectares de solos estejam agora inutilizados para a agricultura», disse Herwig Schuster, químico da Greenpeace. «Achamos estranho que as autoridades húngaras não tenham informado as vítimas para os perigos das substâncias contidas nas lamas», acrescentou.

Segundo a organização ambientalista, as autoridades húngaras omitiram os valores relativos ao crómio e arsénio. De acordo com as análises, os níveis de arsénio são 2 vezes superiores ao normal. O mercúrio também está em excesso, podendo ser absorvido pelos peixes.

«Esta poluição coloca um risco a longo prazo para os lençóis freáticos e para o ecossistema», alertou a Greenpeace. Toda a vida no rio Marcal, um afluente do rio Danúbio, morreu por causa do derrame e há relatos de peixes mortos nos rios Raba e Mosoni-Danúbio, outros dois afluentes.

Herwig Schuster alertou ainda para os riscos da poluição do ar, quando a lama secar. «No imediato, as substâncias estão retidas na lama e existem poucas possibilidades de serem libertadas para o ar. O risco vai aumentar com o regresso do bom tempo», preveniu.


5 comentários:

ESpeCiaLmente GaSPaS 8 de outubro de 2010 às 15:34  

Claro que nem se pode considerar isso poluição, então todos nós até comemos crómio, mercúrio e arsénio ao pequeno almoço, porque é saudável!

Sem comentários.... :s Nem tenho palavras para comentar esta tragédia ambiental

Men-Ho 8 de outubro de 2010 às 15:40  

É algo que me deixa sempre espantado: como é que, em pleno século XXI, o governo de um país pode passar tamanho atestado de burrice à comunidade internacional???

Men-Ho 8 de outubro de 2010 às 15:41  

E obrigado pelo seu comentário! :)

Mãe da Rita 8 de outubro de 2010 às 21:46  

Concordo plenamente, como é que o governo de um país pode fazer semelhante coisa?
E como é que a comunidade internacional se deixa enganar?
Ou será que não deixa e só nos faz passar a nós cidadãos por idiotas?

Men-Ho 8 de outubro de 2010 às 22:45  

São posturas destas que conduzem ao caos em que vivemos: não há um esforço conjunto, baseado na Verdade. Apenas manobras políticas. E logo me lembro da grande desilusão que foi a cimeira de Copenhaga...

  © Free Blogger Templates Blogger Theme by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP